0

Qual é o Perfil de uma Recepcionista Ideal?

Hoje eu trago uma dica muito valiosa para você que busca a Excelência em Atendimento da sua Recepcionista.  Então, preste muita atenção, combinado? Você conhece o atendimento da sua recepcionista? Você deve estar pensando: “óbvio que sim, afinal estamos no mesmo ambiente todos os dias”. Mas você tem muita chance de estar enganado. Para iniciar é importante que você entenda que a sua recepcionista é diretamente proporcional ao seu resultado, ou seja, tem uma responsabilidade muito grande em sua clínica. Ela é quem tem o primeiro e o último contato com o seu bem mais precioso: seu paciente. Quando seu paciente ou alguém que esteja realmente interessado em seu serviço liga para o seu consultório, quem faz o primeiro atendimento deste cliente? Sua recepcionista. Quando seu paciente chega no consultório, quem o recebe presencialmente? Sua recepcionista também. Por fim, quando seu paciente se despede, qual a última pessoa que ele se despede? Muito provavelmente sua recepcionista também.

Conseguiu entender o tamanho do impacto do atendimento dela em seus resultados? Se o cliente for mal atendido no telefone ou mal recebido ao chegar ou sair da clínica, ele provavelmente não voltará lá. Eu costumo dizer que os ambientes médicos e odontológicos são, quase sempre, negativos. As pessoas não desejariam estar ali. Muito provavelmente passam por alguma dor física ou mental, algum desconforto grande e, desta forma, os pacientes ficam muito mais sensíveis ao bom ou mau atendimento. Eles são potencializados. Mas vamos lá, antes de mais nada você precisa saber se de fato sua recepcionista está ou não realizando um bom atendimento. Para isso a sugestão é que você avalie dois aspectos muito importantes: o aspecto comportamental e o aspecto técnico.

  1. Comportamento: É aquele que é diretamente relacionado as condutas da recepcionista com o trabalho e no atendimento ao paciente. Se ela é mal-humorada, bipolar, sem educação, infelizmente é extremamente difícil mudar o comportamento. Comportamento nós formamos desde crianças, envolve questões culturais, de educação e realmente é difícil a modificação. Compõe a personalidade da recepcionista. Você precisaria de anos e tratamentos psicológicos para, talvez, conseguir corrigir.
  2. O segundo aspecto é o Técnico, ou seja, o quão boa tecnicamente sua recepcionista é. Este caso é menos complexo, porque habilidades técnicas são mais fáceis o treinamento, a mudança, evolução e treinamento.

Faça uma profunda reflexão se sua recepcionista é completa, se atende os aspectos comportamentais e técnicos ou se possui falha em um ou nos dois aspectos.

Antes de julgar se sua recepcionista é boa ou não para sua clínica, você deve realizar uma autoanálise para saber se deu um treinamento adequado a ela, se ofereceu suporte, se apresentou corretamente todas as funções, os protocolos de atendimento. Enfim, antes de julgar, faça uma análise interna para saber se o problema não começou com você.

IMPORTANTE: Gostaria de te convidar para conhecer o Programa de Treinamento Online Recepção Nota 10. Este programa de Treinamento eu desenvolvi para aqueles dentistas que precisam treinar suas recepcionistas de modo que elas tenham um desempenho exemplar em atendimento telefônico, atendimento presencial, relacionamento com os pacientes, organização das tarefas, cobrança e todas as principais tarefas que as recepcionistas devem realizar. O treinamento é um verdadeiro manual de atendimento clínico para as recepcionistas. Acesse www.recepcaonota10.com.br/novack e veja tudo o que o Curso Recepção Nota 10 pode oferecer para seu consultório.

Espero que você tenha gostado da dica de hoje e te vejo dentro do Curso Recepção Nota 10.

Abracos,

Ricardo Novack

Curso Para Recepcionistas

Comments

comments